close

O ANÚNCIO FEITO A MARIA

O ANÚNCIO FEITO A MARIA2
O ANÚNCIO FEITO A MARIA1
O ANÚNCIO FEITO A MARIA3
O ANÚNCIO FEITO A MARIA4

28ª Produção

FICHA ARTÍSTICA

autor Paul Claudel

tradução Regina Guimarães

encenação Rui Madeira

elenco Alexandre Passos, Amélia Varejão, Ana Bustorff, Carlos Feio, Isabel Marado, José Álvaro Correia, José Ananias, Júlia Correia, Rui Madeira.

figuração Camilo Silva,Francisco Costa,Manuel Correia,Fátima Loureiro, Olinda Duque,Paula Besteiro.

consultor musical Dr. Manuel Simões

coral Porta Nova, dirigido pelo Dr. Sousa Fernandes

solista ( Salvé Regina) Hannelore Cruz

cenografia, figurinos e adereços Alberto Péssimo, Victor Silva

design de luz Saguenail

design gráfico Alberto Péssimo, Inês Oliveira, Victor Silva

fotografia Henrique Botelho

Espectáculo na Sé Catedral, integrado nas Comemorações dos 900º aniversário da Sé- Primaz de Braga.

SINOPSE

O Anúncio Feito a Maria montado em 1990 pela Companhia de Teatro de Braga constitui para a equipa de então um desafio equivalente àquele que Mara lança a Violante no coração da noite.

Privada de viabilidade económica pelos poderes culturais de então, a Companhia cometia um imprevisto ato de ressurreição e renascia das cinzas dum ilusório contrato social entre o Estado pós-revolucionário do Portugal dos anos 80 e os criadores que se emprenharam numa espécie de projecto de regionalização avant la lettre et l’esprit.

E, com a maldade vital e transformadora de Mara, exigiu-se que a lepra servisse para alguma coisa.

Porque mal-estar, doença e morte fundam sempre o gesto de criação, irremediavelmente condenado, mas, quando verdadeiro, incapaz de luto.

A seara da memória que Violante evoca é mais bela e real do que todas aquelas que a leprosa viu crescer. Assim os textos, todos eles portadores da insignificância da morte face à improbabilidade triunfante da vida. Não faremos o luto da revolução. Digo.”

Regina Guimarães