close

LÁZARO, TAMBÉM ELE SONHAVA COM O ELDORADO

LÁZARO, TAMBÉM ELE SONHAVA COM O ELDORADO1
LÁZARO, TAMBÉM ELE SONHAVA COM O ELDORADO3
LÁZARO, TAMBÉM ELE SONHAVA COM O ELDORADO2
LÁZARO, TAMBÉM ELE SONHAVA COM O ELDORADO4
LÁZARO, TAMBÉM ELE SONHAVA COM O ELDORADO5

9ª Produção

FICHA ARTÍSTICA

autor Jean-Pierre Sarrazac

tradução Regina Guimarães

encenação Fernando Mora Ramos

elenco Acácio de Carvalho, Ana Bustorff, António Moreno, Fernando Mora Ramos, José Bessa, Rui Jacques, Rui Madeira

cenografia Acácio de Carvalho

figurinos Manuela Bronze

design de luz Abel Fernandes

SINOPSE

Se a emigração é uma condição para os trabalhadores de muitos países, ela é também uma paixão em que se aproveita a frouxa consciência metropolitana. Lázaro é uma tentativa para abarcar essa paixão na sua totalidade, no espírito senão nos episódios, uma tentativa para rir. Não para fazer rir os espectadores com o cómico superior da sátira, mas para nos rirmos juntos sobre nós mesmos, um riso que pode ser conhecimento, promessa de futuro, provocação às soberbas rasteiras da sorte.

Jean-Pierre Sarrazac