close

Em cena

AUTO DA BARCA DO INFERNO • ACT OF THE SHIP OF HELL

Será que a maledicência, o orgulho, a usura, a concupiscência, a venalidade, a petulância, o fundamentalismo, a inveja, a mesquinhez, o falso moralismo cristão... têm entrada directa no Paraíso? Ou terão de passar pelo Purgatório? Ou vão directamente ao Inferno? E a pé, de pulo ou voo?rnrnAliás, onde fica e como designamos o Lugar onde estamos? E que paraíso buscamos?rnrnUma revisão da CTB, em demanda da modernidade sobre o texto Vicentino e o prazer do jogo teatral. Um espectáculo (na sequência de Pára-me de Repente) sobre a nossa memória identitária. (Rui Madeira)... ver mais

OS MÚSICOS DE BREMEN • THE MUSICIANS OF BREMEN

6 e 7 de Dezembro às 11h00 e 15h00 - Theatro Circo (Pequeno Auditório) - Braga | 14 de Dezembro às 16h00 - Teatro Gil Vicente - Barcelos | 16 de Dezembro às 10h00 - Teatro da Esc. Sec. Sá de Miranda - Braga | 17 de Dezembro às 15h00 e 21h30 - Teatro Diogo Bernardes - Ponte de Lima > A partir do conto dos Irmãos Grimm e relato oral do Sr. Joaquim Peças. Texto dramático de José Caldas. Poemas de Eugénio de Andrade e Afonso Lopes Vieira. Propor ao jovem público uma metafórica reflexão sobre a velhice e a sua marginalidade numa sociedade de produção e consumismo é o desejo deste espectáculo. Que presente ou futuro podem ter quatro velhos animais que já não são úteis? Resta-lhes o sonho e a utopia de que unidos poderão construir: ser músicos numa banda de sons imaginários. Partiremos portanto todos a procura de um território livre e justo: Bremen, a cidade onde todos são aceites.... ver mais

EM PESSOA • IN PESSOA

17 às 15h00 | Casa da Criatividade - S. João da Madeira > Uma imensa humanidade é o que perpassa nas palavras de Fernando Pessoa, poeta e pensador maior da nossa literatura. Impregnadas de memória e sonho, de quotidianos cheios, afinal, de gestos inúteis, mas sobreviventes ao tempo eterno do mundo; palavras vitais de um espanto iniciático que desnuda o absurdo da vida-morte sob a camada implacável da pulsão artística.rnEste espectáculo tem como foco o processo/drama da criação artística como terreno de busca de uma identidade; letras, vozes, corpos múltiplos, distintos nas formas de Caeiro, Campos e Reis, procuram afirmar a sua originalidade e a sua diferença mas, sabemos, todo o seu sentido se reúne no universo complexo e inominável de um só Pessoa.rnEm corpo-presente, no palco, será possível resgatar essas centelhas fulgurantes de lucidez e criação, alimento intemporal? Esperamos que sim. (Sílvia Brito)... ver mais

AINDA O ÚLTIMO DOS JUDEUS E OS OUTROS • YET THE LAST JEW AND THE OTHERS

24 de Janeiro a 2 de Fevereiro de 2017 às 21h30 - Theatro Circo (Pequeno Auditório) - Braga > Daniel decide convocar a sua mãe, Judite, e o seu pai, João Victor, para um encontro num lugar nos arrabaldes da cidade, fora do conforto da casa. Núria, a sua namorada, segue-o. Obcecado desde sempre com a história trágica dos judeus – a sua avó, mãe de Judite e a viver na Holanda, sofreu, em criança, a perda dos pais, ambos judeus, numa situação que a marcou definitivamente, tendo eles sido depois assassinados no campo de extermínio de Auschwitz-Birkenau – Daniel não descansa enquanto não confronta Judite com uma época que ela não aceita lembrar e, sobretudo, não quer assumir por via do sangue materno. João Victor tenta amenizar a disputa sem, no entanto, o conseguir. O lugar do encontro – um armazém sujo e abandonado por onde passam caçadores e ao qual chamam “Bosque Motel” – é visitado de passagem por Nelse e Arlete, um bem humorado casal, precisamente, de caçadores, que serão testemunhas da intensa e brutal situação, acabando involuntariamente por contribuir para um desfecho inesperado, usando Daniel a arma de Nelse.... ver mais

AS CRIADAS • THE MAIDS

Como numa matrioska o texto dentro do texto dentro do testo, como numa história que se repete sem fim como duas irmãs devotas e humildes como numa cebola que se descasca como numa vida que se vive como o prazer de um serial killer como duas criadas que vestem gestos da patroa como que adrenalina que se experimenta como duas irmãs que treinam o ódio para atingir o indizível como numa aliança de sangue como num terço que se reza sem fim como que em voz baixa como duas irmãs curvadas como o cuspo que nos sai da boca como o escarro que se engole e nos aperta a goela como se vive a Liberdade como o suor duma penetração anal como um ranger de dentes num silêncio de gelo como um pedaço de carne que sai quente do forno e como entra à força na boca do corpo como se maquilha a Solidão como dois corpos se combatem como duas bocas se abrem como duas bocas se fecham como o tempo do silêncio como quando nada se escuta como a palavra: AMOR!... ver mais

OS CEGOS • THE BLIND

Um espectáculo sobre a Memória, os Sentidos e os Sentimentos. Um autor, prémio Nobel e um texto fundamental do Simbolismo, no seu contributo para a renovação do teatro europeu. Uma criação sobre a apropriação da Palavra, os seus Sentidos e Esvaziamentos. Um teatro estático numa Europa paralisada. O sentido da Espera e a angústia da Morte num absurdo pré bekettiano da existência humana. Uma metáfora sobre a Europa e o drama dos refugiados e Nós!... ver mais